Bom dia, amadas! Como foram de final de semana?

Hoje venho falar sobre um assunto muito bacana, importante e que está em voga, a quebra de padrões e estereótipos na moda.

Muito temos visto, lido e ouvido falar sobre moda agênero ou genderless e esse movimento é apenas um dos passos que a moda está dando em busca de uma maior liberdade, democratização e quebra de padrões.

christian-siriano-casting-diverso_0

Nessa última NYFW, outros passos admiráveis e exemplares foram dados nesse sentido, como por exemplo o desfile do designer Christian Siriano , que apresentou um casting eclético, composto por mulheres com diferentes tipos de corpos, quebrando os padrões dos desfiles oficiais da semana de moda americana.

christian-siriano-casting-diverso

Modelos magérrimas, modelos com mais curvas, modelos plus size, negras com cabelos naturais, entre outras, brilharam na passarela que mostrou que a diversidade está ganhando espaço e que a moda é para todas.

Segundo Christian, ganhador da quarta temporada do programa Project Runway e membro do CFDA, o motivo pela maioria das marcas não fazerem o mesmo que ele nas suas passarelas é, geralmente, financeiro. “Vamos dizer que você quer uma linha que vá do 34 ao 50. Para ter uma peça de cada, seriam nove unidades. Se a coleção tiver 100 peças, seriam 900 peças! Ai Meu Deus! Com 900 peças, você poderia falir em uma temporada. É a logística”, explicou.

image

Outra marca que recentemente surpreendeu e avançou nesse sentido foi a H&M , ao lançar um novo vídeo para a campanha de sua coleção de inverno 2016 estrelado por modelos com diferentes perfis, incluindo a modelo trans Hari Nef. 

A ideia da campanha é representar que a beleza existente em todas as formas, cabelos, corpos e idade. E ficou genial!

De coração, eu espero que atitudes como essas sirvam de exemplo e incentivem outras grandes marcas a criarem uma moda mais inclusiva e consciente!

Beijocas 😉